Main Ad

MPRR denuncia médico por tentativa de feminicídio contra esposa

 


O Ministério Público de Roraima (MPRR) ofereceu denuncia à Justiça de Roraima nessa domingo, (4) contra o médico neurocirurgião F.F.A de 44 anos por tentativa de feminicídio. Ele tentou matar a própria esposa, uma fisioterapeuta de 34.

Conforme o MPRR, o autor da ação é o promotor de Justiça, Paulo André de Campos Trindade. Na ação, ele pontuou que o crime tem agravantes como; motivo fútil, além de dificuldade a defesa da vítima, além de ela ser mulher.


Entenda o caso

No dia 26 de novembro, a fisioterapeuta, foi agredida pelo médico em frente a casa do casal. As cenas foram registradas por câmeras de segurança. O caso também foi repercutido pela imprensa.

Um funcionária que trabalhava como babá na residência foi quem tentou ajudar a mulher, no entanto, a fisioterapeuta ainda sofreu fortes agressões

Conforme um familiar da vítima, o homem chegou em casa pela manhã e se apossou do celular da fisioterapeuta. Além disso, ele a deixou em cárcere privado no próprio quarto, sem ao menos deixá-la falar com os filhos.

“Ela não podia nem beber água. Se ela quisesse água, ela avisava para ele, e ele pegava água e dava para ela”, contou.

À noite, mais uma mudança repentina. O médico pediu para sair com a mulher. Apavorada com a situação e com medo de que ele pudesse fazer algo, ela decidiu ir. Então, o homem a levou para a casa dos amigos, restaurante e boates. Para a fisioterapeuta, isso se tratava de um plano do marido para tentar demonstrar, em público, estabilidade no relacionamento.

“Ele sempre procurava lugares públicos, com muita movimentação e locais de pessoas que pudessem testemunhar que eles estavam bem”, contou um amigo da mulher.


Discussão

O médico ficou bêbado e “apagou” no canteiro central da Avenida Ville Roy. Na oportunidade, a mulher recuperou o celular, trocou a senha, colocou o marido no carro retornou com ele para casa. Ainda segundo um amigo da vítima, quando o homem acordou e percebeu que ela havia trocado a senha do celular, ficou transtornado.

“Ele tinha acesso a todo celular dela. E como ele estava controlando o celular, ela mudou a senha. Ele ficou transtornado quando descobriu que ela mudou a senha, gritava para ela querendo a senha do celular, gritava, gritava. Foi um momento que logo depois, ela ouviu um barulho de alguma coisa quebrando. Aí ela foi até ele perguntar o que foi e ele mostrou o celular dela todo quebrado. Foi quando começou toda aquela discussão”, detalhou.


Tentativa de feminicídio

Cansada da situação, a mulher decidiu pôr fim à relação, mas o médico não aceitou muito bem. Ela pediu para que ele fosse embora, mas ele se recusou. Ela então pegou as chaves do carro e, no momento em que tentava sair, ele se deitou atrás do veículo na tentativa de impedi-la. Nos vídeos de uma câmera de segurança divulgados nas redes sociais, é possível ver o momento.

“No momento em que ele entra no carro, que a gente vê no vídeo, que ela cai e ele pega ela e arrasta, que a imagem não dá para ver[…] ele enforcou ela até ela apagar. Ela apagou, ficou desmaiada. Foi o momento que a babá saiu, chamou os vizinhos e aí os vizinhos foram socorrer”, contou um familiar da fisioterapeuta.

O homem chegou a tentar pular o muro da casa dos vizinhos que a abrigavam para tentar continuar a agressão. Mas logo ele foi preso e encontra-se na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc).

Fonte: Roraima em Tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem