Main Ad

Justiça Eleitoral suspende diplomação de prefeito e vice eleitos em Alto Alegre

O MDB, autor da denúncia, alega abuso de poder político e econômico, corrupção e fraude durante a campanha (Foto: Divulgação/Republicanos)


A Justiça Eleitoral suspendeu a diplomação de Wagner Oliveira Nunes (Republicanos) e Irmão Max (PP), prefeito e vice eleitos no pleito suplementar de Alto Alegre.

A decisão da juíza Sissi Schwantes, assinada nesta segunda-feira (20), parte de uma Ação de Investigação Eleitoral Judicial (Aije) movida pelo MDB. O partido alega abuso de poder político e econômico, corrupção e fraude durante a campanha.

A ação destaca o suposto uso de servidores do Governo do Estado, com pagamento indevido de diárias, em período vedado e com nítido caráter eleitoreiro, para realização de campanha política em favor dos acusados e promessa de entrega de bens e serviços públicos em troca de dinheiro.

Na decisão, a juíza cita a apreensão de R$ 50 mil com o motorista do senador Mecias de Jesus (Republicanos), que apoiou a campanha de Wagner para a Prefeitura do município, no dia 25 de abril.

“[…] coincidentemente na data designada para a carreata do candidato Wagner, conforme comunicação encaminhada ao cartório eleitoral em dia anterior. Logo, muito provavelmente o referido parlamentar teria se deslocado até essa municipalidade nesta mesma data, para participar do evento em questão. E causa no mínimo estranheza, para não dizer qualquer outra coisa, o fato de integrantes de sua comitiva estarem com tamanha quantidade de dinheiro em espécie, ou melhor, em dinheiro vivo, nessa mesma ocasião”, salienta a magistrada.

Se a decisão for confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RR), Alto Alegre pode ter eleições indiretas.

FONTE: RR em Tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem