Main Ad

Sindicato denuncia que DSEI Yanomami-RR proíbe água para colaboradores

Comunicado foi colocado na porta de um dos setores do DSEI Yanomami em Roraima - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Colaboradores do Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami em Roraima (DSEI Yanomami) foram surpreendidos com um comunicado alarmante, a proibição de envio de água para polos bases onde equipes prestam serviço de saúde.

A informação foi divulgada no último domingo, 11, em uma rede social do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Privados de Serviços de Saúde do Estado de Roraima (SIEMESP-RR).

Segundo o comunicado, está proibida a entrada de água nos polos bases Auaris, Palamiú e Surucucu.

Segundo os colaboradores, nessas localidades existem subpolos e aldeias e as equipes permanecem nesses locais pelo período de 15 a 30 dias.

“Esses profissionais precisam tomar água tratada, tem profissional que vive morrendo com diarreia por causa dessas águas, água totalmente insalubre, sem condições nenhuma para consumo” relatou uma colaboradora do DSEI Yanomami que preferiu não se identificar.


Sindicado protocola Ação contra DSEI Yanomami solicitando melhores condições de trabalho

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Privados de Serviços de Saúde do Estado de Roraima (SIEMESP-RR) informou que já protocolou uma ação trabalhista solicitando melhores condições de trabalho.

Além disso, o SIEMESP-RR pede fornecimento de água potável, gás de cozinha, conforto digno e adequado para as equipes e estrutura para que o trabalhador tenha saúde e bem estar.

A ação também solicita que a coordenação do DSEI e SESAI tomem medidas urgentes para resolver a escassez de água potável para os trabalhadores em áreas indígenas.

Solicita, também, que todos os trabalhadores que estejam adoecendo por COVID-19, malária e outras doenças sejam transferidos para a cidade, a fim de receberem tratamento adequado e acompanhamento especializado.

Outra solicitação é que façam a escavação de poços artesianos instalados pelo próprio DSEI Yanomami.

Fonte: Portal Norte

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem