Main Ad

Deputado Duda Ramos denuncia que proprietária de empresa que vai organizar Expoferr é ex-servidora e ganhava salário de R$3 mil

O Governo de Roraima já soma um montante de quase R$30 milhões para realização de eventos públicos através do IBRAS


O deputado federal Duda Ramos (MDB) veiculou hoje, 13, em suas redes sociais vídeo com denúncia à proprietária do Instituto Brasileiro de Cidadania e Ação Social (IBRAS), que é ex-servidora e ganhava um salário de aproximadamente R$3 mil e este ano comprou o IBRAS.

O IBRAS, com a realização do Arraial do Parque Anauá, no meio do ano, e agora com a Exposição Feira-Agropecuária de Roraima (EXPOFERR), soma um montante de quase R$30 milhões, recursos oriundos da realização de dois eventos públicos promovidos pelo Governo do Estado. Ambos os processos se encontram restritos no Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

O valor destinado para realização da Expoferr inicialmente era mais de R$11 milhões. No entanto, já foi oficializado um aditivo para um acréscimo de quase R$6 milhões, somando R$17 milhões para a realização do evento. O parlamentar questiona a falta de transparência no processo. “O aditivo foi assinado de forma física e sem publicação no diário oficial”, pontuou.

“Entrei no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e nenhuma dessas informações estão disponíveis à população. É abusivo percebermos o dinheiro público sendo utilizado dessa maneira. O recurso é público, a administração pública tem obrigação de dar publicidade aos seus atos, sobretudo quanto à utilização de verbas. Tratar os recursos públicos dessa maneira é irresponsável e desrespeitoso”, afirma Duda Ramos.

O deputado ressalta que defende a valorização da cultura popular, assim como dos artistas locais. “A realização de um evento, com tamanha proporção estrutural e programação que contempla a participação de vários artistas, locais e nacionais, requer no mínimo responsabilidade com a utilização dos recursos públicos, já que outras áreas prioritárias em nosso Estado estão defasadas de atenção e cuidado”, disse.


 

Duda Ramos pontuou escassez de atenção na saúde, com falta de médicos e medicamentos, além das condições de atendimentos no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré, que desde o ano 2021 está instalado nas dependências do Hospital de Campanha, com uma obra de reforma que já custou mais de R$90 milhões aos cofres públicos.

O deputado enfatizou que é a favor de programações públicas e eventos gratuitos à população, mas que sejam feitos com responsabilidade e transparência para que a própria população tenha acesso aos valores gastos.

Duda ressaltou que é muito importante investir na cultura e nos artistas locais, mas quanto à falta de transparência na utilização dos recursos afirmou: “Eu não posso e não normalizar essa falta de responsabilidade com o recurso público e deixar que a população pague essa conta”, finalizou.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem