Main Ad

Em Roraima, manifestantes vão as ruas a favor de Bolsonaro e pastor pede a extinção da esquerda do País

 

Foto: Gabriel Abreu/Agência Amazônia


As manifestações em favor do presidente Jair Bolsonaro (PL) tomaram as ruas do Brasil em número menor do que em 2021, e no dia em que o País comemora 200 anos de independência. Em Boa Vista, um número pequeno de pessoas foram até a Praça do Garimpeiro, no centro da cidade, durante o ato que contou com a presença de políticos e pastores evangélicos aliados de Bolsonaro no Estado.

Durante o discurso, os manifestantes proferiram palavras de ordem contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) como: Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Os dois ministros são alvos constantes de críticas do Chefe do Executivo por conta de inquéritos em que seus apoiadores são alvos.

Enquanto fazia uma oração pelo Brasil, um pastor identificado como Francisco pediu a extinção da esquerda do Brasil. Ele ainda citou países da América do Sul como: Argentina, Chile e Colômbia como exemplos, de que na sua visão estão sendo “destruídos” pela esquerda.

Depois da concentração, os manifestantes percorreram as principais ruas da cidade em uma carreata. A Polícia Militar de Roraima não divulgou estimativa de público.


Atos em outras cidades

O desfile cívico-militar em comemoração ao Dia da Independência, em 7 de setembro, que ocorre anualmente em Brasília – interrompido nos últimos dois anos pela pandemia de Covid-19 – iniciou neste ano com a quebra de protocolo pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Ao seu lado, estava o empresário Luciano Hang, que é alvo do Supremo Tribunal Federal (STF) por defender, em um grupo de WhatsApp, um golpe de Estado no País.

Durante vários momentos do evento, os apoiadores do chefe do Executivo Federal também gritaram frases contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes. “Nossa bandeira jamais será vermelha” foi a frase repetida várias vezes durante o evento.

O desfile também contou com 28 tratores, que exibiram a bandeira brasileira. A passagem do comboio foi ovacionada pelo público que gritou “o Brasil é agro” e “agro, agro, agro”.

Fonte: Roraima1


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem