Main Ad

Ato simbólico em Boa Vista vai homenagear a Palhaça Miss Jujuba

A artista Julieta Hernández, conhecida como a palhaça Miss Jujuba, que foi barbaramente assassinada quando pernoitava em Presidente Figueiredo-AM. – Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira, 12, às 16h, um grupo de ciclistas, artistas, sociedade civil e apoiadores realizará um ato simbólico em homenagem à artista Julieta Hernández, conhecida como a palhaça Miss Jujuba, que foi tragicamente vítima de feminicídio. O evento terá início com a concentração no Instituto Biriba, situado na Rua Sócrates Peixoto, 138 – Jardim Floresta.

Objetivo do Ato

O Ato Simbólico de Bicicletada em homenagem a Miss Jujuba tem como propósito honrar a vida e o legado dessa artista que trouxe alegria e encantamento a tantas pessoas. Além disso, queremos levantar a bandeira contra a violência de gênero, destacando a importância da conscientização e da luta por um mundo mais seguro para todas as mulheres.

Detalhes do Evento:

Data e Hora: 12 de janeiro, sexta-feira, às 16h

Local de Concentração: Instituto Biriba – Rua Sócrates Peixoto, 138 – Jardim Floresta.

Rota da Bicicletada:

Instituto Biriba >>> DETRAN >>> Complexo Airton Senna >>> Praça das Águas >>> com chegada Centro Cívico e apresentação de artistas locais. Dentre os que se apresentarão no ato estão: Milena Macuxi, Ben Charles, Leka Denz, Euterpe, Mike Guy Braz, artistas circenses, entre outros.


Participação e Apoio:

O evento é aberto a todos que desejam prestar homenagem a Miss Jujuba e se solidarizar com a causa contra o feminicídio. Os participantes podem ficar à vontade para se expressar fantasiados, com nariz pintado de vermelho ou camisas e cartazes de apoio em homenagem à alegria que Julieta Hernández compartilhava através de sua arte.


Quem foi Julieta?

Julieta Hernández tinha 38 anos, era artista circense, ciclo viajante e bonequeira. Julieta viajava de bicicleta pelo Brasil desde 2016 e se apresentava nas ruas e teatros do país caracterizada por sua personagem, a palhaça Miss Jujuba. Ela estava no Brasil há 8 anos. Fazia parte do grupo do “Pé Vermêi” e pedalava por diversos estados do país fazendo apresentações circenses.

Julieta viajou pedalando desde o Rio de Janeiro, passando por cidades do Maranhão e Pará, até chegar ao Amazonas. Do estado, ela seguia de bicicleta para Roraima, via BR-174. Presidente Figueiredo, município onde foi morta, vítima de feminicídio.

Fonte: Roraima em Foco

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem