Main Ad

Defensoria Pública de RR lança edital com 250 vagas para casamento coletivo

As inscrições iniciam nesta sexta-feira, 1º de março e seguem até 1º de abril de 2024 (Foto: DPE-RR)


A Defensoria Pública do Estado de Roraima (DPE-RR) lançou o aguardado edital da segunda edição do casamento coletivo “Enfim, Casados!”, em Boa Vista. O Parque do Rio Branco volta a ser o cenário da festa, onde 250 casais dirão “sim” no dia 10 de maio.

As inscrições iniciam nesta sexta-feira (1º) e vão até 1º de abril deste ano. Os casais interessados devem entregar as documentações necessárias, das 8h às 15h, nas sedes do Cartório 1° Ofício - Loureiro, na avenida Ville Roy, 5636 - Centro ou Cartório 2° Ofício - Daniel Aquino, na avenida General Ataíde Teive, 4307 - Asa Branca. Cada cartório possui vagas para 125 casais.

Nesta edição, o casamento coletivo é voltado para casais formados por pessoas brasileiras. As noivas e noivos devem ler o edital com atenção para que certifiquem-se que cumprem os requisitos e possuem a documentação necessária. As informações sobre quais documentos devem ser apresentados por solteiros, divorciados, viúvos ou maiores de 16 anos, estão disponíveis no site da DPE-RR (www.defensoria.rr.def), no Diário Eletrônico de 29 de fevereiro de 2024.

As inscrições e a cerimônia são gratuitas. Os casais podem providenciar roupas de festa, buquê e alianças para o dia, caso queiram. A lista de convidados também fica por conta das noivas e noivos.

O casamento coletivo "Enfim, Casados!" edição Boa Vista, conta com a parceria da Prefeitura de Boa Vista, da Justiça itinerante do Tribunal de Justiça de Roraima e os Cartórios Daniel Aquino e Loureiro.


Requisitos

Para participar do casamento os interessados devem: ser brasileiros e maiores de 16 anos; solteiros, legalmente divorciados ou viúvos; possuírem todos os documentos necessários; declararem que não possuem recursos para custear uma cerimônia de casamento própria; estarem cientes de todos os requisitos que constam no edital.

Para todos os casais, no ato da inscrição, será necessária a presença de duas testemunhas que sejam maiores de idade, que saibam ler e escrever, munidas da Cédula de Identidade e do CPF. No dia do casamento, não é obrigatória a presença das testemunhas.

No Casamento Coletivo “Enfim, casados!”, não será possível a realização de casamento de estrangeiros, de adolescentes menores de 16 anos ou por procuração.

Para mais informações sobre o “Enfim, Casados!”, os interessados podem entrar em contato por meio do telefone (95) 98419-7688.

Fonte: DPE-RR


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem