Main Ad

Homem preso por engano ganha liberdade após passar 2 meses na cadeia

João Carlos foi preso por engano por ter mesmo nome e nome da mãe – Foto DPE-RR


Dois meses depois de ser preso por engano em Roraima, João Carlos, de 55 anos, ganhou liberdade neste mês após a Defensoria Pública de Roraima (DPE-RR) comprovar falhas no processo de julgamento.

Carlos foi preso por engano em 28 de agosto deste ano em Roraima por cumprimento de um mandado expedido pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP).

Porém, ao pedir ajuda da DPE-RR, informou que nunca teria ido ao estado de São Paulo. Ao analisar o caso, a Defensoria identificou falhas no processo.

Por coincidência, a polícia prendeu João Carlos por possuir o mesmo nome e nome da mãe do acusado em São Paulo, e ainda ter nascido no mesmo dia.
Preso por engano tinha características diferente do acusado

Os defensores concluíram também que as características físicas descritas no boletim de ocorrência original não coincidiam com as de João, que é negro e possui cabelos crespos, contrariando a idade e características do suspeito.

Após 10 semanas preso, a atuação conjunta entre as Defensorias de Roraima e São Paulo resultou na revogação da prisão, culminando na libertação de João em 6 de novembro deste ano.

*João Carlos é um nome fictício utilizado para preservar a identidade e facilitar a compreensão do caso.

Fonte: Portal Norte

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem