Main Ad

Zé Haroldo Cathedral critica proposta do Governo Federal para expansão de áreas de conservação em Roraima

“As políticas para a Amazônia precisam incluir as pessoas que ali vivem, observando os aspectos sociais, oferecendo amparo e sustento.” Zé Haroldo Cathedral (Foto: Ascom)

Nesta quarta-feira (14), em pronunciamento no plenário da sessão deliberativa na Câmara dos Deputados, o deputado Zé Haroldo Cathedral (PSD-RR) externou sua preocupação, com as ações do Governo Federal, em torno da ampliação das áreas de conservação no estado de Roraima. 

Para o parlamentar, a proposta da criação de uma floresta nacional e expansão do Parque Nacional do Viruá e da Estação Ecológica do Maracá, tem gerado temor e insegurança para centenas de famílias que vivem na região. “As políticas para a Amazônia precisam incluir as pessoas que ali vivem, observando os aspectos sociais, oferecendo amparo e sustento, especialmente, para as famílias que dependem da agricultura familiar. Para enfrentar os desafios ambientais na região Norte é crucial adotar uma abordagem que envolva políticas estruturantes de apoio à população local e, principalmente, aos pequenos produtores”, defendeu. 

Em seu discurso, o deputado ressaltou que Roraima é o estado que mais contribui para a pauta ambiental do país e que hoje detém mais de 66% do seu território preservado. Zé Haroldo cobrou ainda soluções sustentáveis que garantam um futuro próspero para a região, com o equilíbrio entre a preservação e o bem-estar de todos os cidadãos. “Em Roraima, o caminho a seguir não se resume apenas à ampliação de áreas protegidas ou demarcadas. Medidas isoladas como esta, acabam impactando no aumento de atividades ilegais e inviabilizando a economia regional”, pontuou.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem