Main Ad

OPERAÇÃO ARCANJO - Ex-procurador de RR condenado por pedofilia é recapturado após romper tornozeleira eletrônica

Ex-promotor Luciano Queiroz -Foto: Reprodução/Record


O ex-procurador de Roraima, Luciano Alves de Queiroz, foi recapturado nesta segunda-feira (20) após romper tornozeleira eletrônica. Ele cumpre pena de 202 anos de detenção pelo crime de estupro de vulnerável, que cometeu em 2008, quando então foi alvo da Operação Arcanjo.

A Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) foi até a casa do ex-procurador, que cumpria prisão domiciliar desde o dia 15 de março, e o homem não estava no local. O acessório de monitoramento estava sobre uma mesa junto a uma tesoura. Em seguida, após diligências, os agentes localizaram Luciano.

Diante disso, o juiz decidiu revogar a prisão domiciliar para que ele volte a cumprir a pena no regime fechado.


Operação Arcanjo

Em 2018, a Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Arcanjo para combater esquema de exploração sexual infantil, tráfico de drogas, bem como de prostituição. Entre as vítimas, haviam crianças de 6 a 14 anos de idade.

Conforme as investigações, os acusados levavam as crianças e adolescentes até suas residências para praticar o crime.

Os aliciadores tinham ligações com o comércio de drogas. Os entorpencentes serviam para dar às vítimas antes e durante as práticas sexuais.

Em razão da gravidade dos fatos e da repercussão gerada à época, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia ouviu vítimas e réus no Senado.

Fonte: Roraima em Tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem