Main Ad

PF também investiga policiais civis e militares em esquema de compra de votos

Foto: Divulgação/Polícia Federal


A Polícia Federal investiga policiais civis e militares em esquema de compra de votos. Para isso, deflagrou uma operação na manhã desta quinta-feira (29). Nove mandados de buscas de apreensão são cumpridos em Boa Vista.

Agentes federais estiveram na casa de Disney Mesquita, empresário e operador financeiro da campanha do atual governador Antonio Denarium (PP) que concorre à reeleição.

Os policiais federais também cumprem busca e apreensão na residência de um policial militar que faz a segurança de Disney. O Roraima em Tempo já denunciou o uso do servidor estadual para fazer segurança privada do empresário.

Conforme informações, vários outros agentes da Polícia Militar de Roraima (PMRR), bem como da Polícia Civil de Roraima (PCRR) também são investigados no caso.

A reportagem entrou em contato com o Governo e aguarda resposta.

Uso da Polícia na campanha

O Governo do Estado tem utilizado a Polícia Militar também para monitorar e intimidar adversários do governador Antonio Denarium.

Na noite desta quarta-feira, o Roraima em Tempo mostrou que agentes da PM intimidaram funcionários da produtora do candidato ao Senado Federal, Romero Jucá (MDB).

Conforme informações, os militares constrangeram os funcionários no local. Quatro viaturas foram colocadas nas proximidades da produtora. Os policiais não tinham mandato, nem denúncia de qualquer ocorrência.

Além disso, o Comando-Geral da PM enviou várias viaturas para locais de trabalho de Teresa Surita e suas equipes de campanha. Uma viatura com quatro policiais ficou um longo tempo em frente do Studio 55. No local, trabalham funcionários da campanha de Teresa.

Outra viatura também esteve em frente ao escritório da candidata há dois dias no bairro Liberdade. Os funcionários se sentiram intimidados.

O Roraima em Tempo apurou que uma das viaturas que estava na produtora de Jucá, assim como os policiais, nem se quer estavam escalados para o plantão da PMRR.

Fonte: Roraima em Tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem