Main Ad

Homem é condenado a 34 anos de prisão por decapitar namorada em ‘tribunal do crime’ a mando de facção

Denuncia foi feita pelo MPRR/Foto: Foto: Arquivo/Roraima em Tempo/Edinaldo Morais


O Tribunal do Júri condenou nesta segunda-feira (12), Alan da Silva Souza, à pena de 34 anos de prisão pela morte da namorada, Érika Samay Rodrigues da Silva, de 18 anos.

O crime ocorreu em outubro de 2019. Na ocasião, o homem decapitou a jovem a mando de uma facção criminosa, em razão de disputa com outra facção que atua em Boa Vista.

Conforme a denúncia do Ministério Público de Roraima (MPRR),a vítima foi atraída pelo namorado, que junto com outras oito pessoas, a torturaram e a mataram dentro do contexto conhecido como “tribunal do crime”. O corpo da jovem foi encontrado 16 dias após o homicídio no loteamento João de Barro.

O julgamento de Alan ocorreu no Fórum Criminal, localizado no bairro Caranã. O promotor de Justiça Carlos Paixão, sustentou a acusação.

Os jurados acompanharam a tese do MPRR e condenaram o réu por homicídio cometido por motivo torpe, utilizando recurso que dificultou a defesa da vítima. Além dos crimes de sequestro, tortura, ocultação de cadáver e integrar organização criminosa.

Fonte: Roraima em Tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem