Main Ad

DIA MUNDIAL DO AUTISMO - “O atendimento da prefeitura faz toda a diferença na vida do meu filho”, disse pai de um aluno

Em clima de luta e inclusão, a Escola Municipal Centenário de Boa Vista promoveu uma passeata nesta sexta-feira, 1º, vésperas do Dia Mundial do Autismo (2 de abril). Com faixas, cartazes e balões azuis, cor que simboliza o autismo, os alunos do matutino caminharam em volta da Praça da Aparecida, despertando a atenção da sociedade para a sindrome chamada Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Quem fez questão de participar da ação foi o servidor público Roberval Pereira, 48 anos, que caminhava empolgado e feliz ao lado do filho Lucas Soares, de 7 anos. Diagnosticado com autismo desde os dois anos de idade, o menino é um dos 407 alunos hoje atendidos nas escolas do município e também no Centro Municipal Integrado de Educação Especial, o “Centrinho” da prefeitura.

Um atendimento que, para o pai, faz toda a diferença na vida do pequeno Lucas. “É um atendimento nota 10, realmente necessário e fundamental para o desenvolvimento dele. Descobrimos aos dois anos e, como já conhecíamos sobre o autismo, encaramos com tranquilidade. Ele tem um grau leve; é um pouco agitado e não interage muito bem, precisando de um incentivo a mais. Agradeço muito a prefeitura pelo apoio e dedicação”, disse o pai.

Já o aluno Adrian Lucas, 4 anos, estava na ação com toda a sua família. Caracterizado com uma camisa de “Super irmão de um autista”, o menino contou com a presença de seu irmãozinho, sua inspiração de vida.  “Amo muito meu irmão. Ele é bem agitado e muito legal. Foi bom ele ter vindo, porque é especial para todos nós”, disse.

Para a professora da Sala Multifuncional, Thaise Campos, este dia é de celebração pela vida dessas pessoas. “Os autistas nos ensinam muito, a ser pacientes, a crescermos como ser humano e a ter mais empatia. Esse também é um dia de luta pelos direitos já adquiridos e pelos que ainda precisam. São crianças que merecem ter qualidade no atendimento educacional, na saúde, social, de mais qualidade de vida na sociedade e serem vistos com mais amor”, disse.

Outras escolas também promoveram ações alusivas

Além da Centenário, a Escola Municipal Palmira de Castro fez exposições artísticas sobre o tema e soltura de balões azuis. A escola Profª Áurea de Holanda promoveu uma palestra com a psicóloga Ondina Persch. Já a Escola Sílvio leite teve um momento simbólico de soltura de balões na escola. A Raio de Sol fez panfletagem e caminhada pela inclusão.

Na próxima semana, vai acontecer o RecrearTEAndo e a programação da Semana do Autismo promovida pelo Centro Municipal Integrado de Educação Especial (CMIEE).

Alunos da Educação Especial tem atenção diferenciada em Boa Vista

Desenvolvendo suas ações com base na Perspectiva da Educação Inclusiva, a prefeitura garante vagas para estes alunos em todas as escolas do município e a matrícula na unidade mais próxima de sua residência. Dos 1.220 alunos da educação especial, 407 são autistas e recebem atendimento diferenciado assim como os demais.

Nas Salas de Recursos Multifuncionais é ofertado o Atendimento Educacional Especializado (AEE). Mais de 120 professores especialistas atuam no contraturno escolar, integrando a proposta pedagógica com a participação da família e garantindo o pleno acesso e participação dos alunos com deficiência.

Este ano, a prefeitura lançou o Tix letramento, um novo recurso tecnológico e pedagógico que trabalha nestes alunos a autonomia e independência, amplia as possibilidades de comunicação, criatividade e desenvolvendo as competências e habilidades diversas.

Já no Centro Municipal Integrado de Educação Especial (CMIEE) a prefeitura oferta serviço multidisciplinar aos alunos da rede pública e privada de Boa Vista. A equipe, composta por Pedagogos, Assistentes Sociais, Terapeutas Ocupacionais, Fisioterapeutas, Psicólogos e Fonoaudiólogos, acompanham o desenvolvimento dessas crianças, ajudando a superar suas limitações.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem