Main Ad

“Escolas-fantasma estão se espalhando pelo estado inteiro”, denuncia Teresa ao mostrar abandono

Em um post nas páginas do facebook e instagram, a gestora publicou fotos que mostram escolas tradicionais abandonadas e com paredes caindo aos pedaços.


A ex-prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB) utilizou as redes sociais nesta quarta-feira, 17, para expôr a situação degradante da educação em Roraima. Em um post nas páginas do facebook e instagram, a gestora publicou fotos que mostram escolas tradicionais abandonadas e com paredes caindo aos pedaços.

“É tenebroso o que está acontecendo em Roraima. Escolas-fantasma estão se espalhando pelo estado inteiro. O maior símbolo da educação, uma escola, deve ser lugar de acolhimento, nunca de abandono. Mas vamos passar uma borracha nesse atraso e fazer brilhar o futuro das nossas crianças e jovens.”, escreveu Teresa.

Em destaque, é possível ver a situação da escola Professor Diomedes, que no passado foi uma das principais escolas do estado e hoje está com um cenário devastador. Teresa também relembrou a escola Ayrton Senna, no Centro de Boa Vista, muito tradicional entre jovens dos anos 90. Há registros da escola Severino Cavalcante com várias vidraças de janelas das salas quebradas e fechadas no improviso com papelão.

Escola Estadual Coelho Neto – Mucajaí



Ainda conforme Teresa, não é só em Boa Vista, na capital, que a situação é preocupante. A gestora mostrou a situação de abandono em várias escolas do interior de Roraima, a exemplo da Henrique Diaz, em São João do Baliza, escola Coelho Neto em Mucajaí, José Viriato em Normandia e Dom Pedro I em Caroebe. Todas com a estrutura precária, paredes desabando, sem pintura, com telhados danificados, vidros quebrados e muito lixo ao redor.

Educação de Roraima é a 26º em Ranking, sendo uma das piores do Brasil

Roraima está em 26º colocado no Ranking de Competitividade dos Estados no quesito Educação. O levantamento ocorre por meio do Centro de Liderança Pública (CLP), que analisa 86 indicadores distribuídos em 10 pilares.

O Estado desceu uma posição no ranking da Educação. É que em 2022, ocupava o 25º lugar. Já no ano passado, foi para a penúltima colocação. Isso reforça as diversas denúncias de profissionais e alunos sobre a precariedade do ensino em Roraima.

Teresa construiu 40 escolas novas e reformou e ampliou mais de 50 em toda a cidade




Durante suas duas últimas gestões a frente de Boa Vista, capital onde vivem cerca de 70% da população de Roraima, Teresa construiu 40 novas escolas onde antes não havia uma unidade de ensino. Com essas obras, foram criadas milhares de novas vagas em escolas modernas, com equipamentos tecnológicos, segurança, profissionais capacitados e valorizados.

Além de construir 40 novas escolas, Teresa ainda reformou mais de 50 unidades em toda a capital e nas áreas rural e indígena. Essas unidades também foram ampliadas, receberam equipamentos e mobílias novas, aulas de robótica, mesas pedagógicas, tablets, notebooks, etc..



Teresa também deixou a sua marca criando os prêmios de gestão para as escolas, que valorizam atividades que incentivam os estudos e garantem a permanência das crianças dentro de sala de aula.

Ao final de cada ano, professores e gestores recebem prêmios de meritocracia e as escolas participam do prêmio Referência de Gestão Escolar Delacir, que entregam recursos à direção das unidades e pagam 14º e até 15ª salários a professores e gestores por sua contribuição na melhoria do ensino em Boa Vista.

FONTE: Macuxi RR

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem