Main Ad

Valor das passagens para ônibus sobe para R$ 5,50 e de lotação para R$ 6,50

Ônibus de Boa Vista — Foto: PMBV/Divulgação

O Conselho Municipal de Transportes Coletivos Urbanos de Boa Vista (CMTC) e Conselho Municipal de Cidades (COMCID-BV) aprovaram nessa terça-feira (20) o aumento na tarifa de ônibus de R$ 5 para R$ 5,50 e do táxi-lotação de R$ 6 para R$ 6,50. A deliberação agora segue para aprovação e sanção da prefeitura de Boa Vista.

O último reajuste nas tarifas do transporte coletivo e alternativo de Boa Vista ocorreu em 2022, quando as passagens tiveram aumento de 11,11%. Em 2023, a proposta do aumento nas taxas é de 10%.

Para o táxi convencional não houve aumento a pedido das cooperativas. As justificativas para o acréscimo nas taxas incluem a melhoria nos serviços, sustentabilidade financeira, rotas longas e distâncias grandes, segundo o vereador Ítalo Otávio (PR), membro do Conselho de Transportes.

"São os itens que foram considerados para a admissão da majoração tanto do transporte transporte coletivo como o táxi lotação, tendo em vista que os dois fazem a mesma rota”, justificou.

De acordo com Ricardo Matos conselheiro do COMCID, eles avaliaram principalmente as longas distâncias percorridas pelos transportes, que chegam a 54km por dia. Além disso, analisaram os custos diretos e indiretos, bem como o equilíbrio de receitas e despesas.

"A parte do controle social foi feita, que são os dois conselhos, Importante dizer que nos dois conselhos tem representantes da população para deliberar. Foi observado também não onerar a população em excesso, tendo em vista que ela já está saturada", considerou.

O Conselho Municipal de Transportes Coletivos Urbanos do Município de Boa Vista é composto pelos vereadores Ítalo Otávio, Juliana Garcia (PSD) e Ruan Kenoby (PV), representantes da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (EMHUR) e Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Trânsito (SMST).

Além disso, inclui representantes do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Transporte Coletivo, além de representantes da empresa concessionária e da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB).

Fonte: g1 RR

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem