Main Ad

R$ 5 mil: ALERR aprova projeto de lei para pagar abono a servidores da Educação

O pagamento será feito a servidores estaduais efetivos, comissionados e temporários - que inclui os seletivados, que estão ativos na folha de pagamento no mês de dezembro e atuando na Secretaria de Educação e Desporto (Seed) - Foto: ALERR

A Assembleia Legislativa de Roraima (Ale-RR) aprovou nesta quarta-feira (27) em Sessão Extraordinária um projeto de lei para pagar R$ 5 mil em abono pecuniário a todos os servidores da Educação. Agora, o texto passará para sanção do governo do estado.

O projeto foi anunciado pelo governador de Roraima, Antonio Denarium (PP), no dia 21 de dezembro. O pagamento será feito a servidores estaduais efetivos, comissionados e temporários - que inclui os seletivados, que estão ativos na folha de pagamento no mês de dezembro e atuando na Secretaria de Educação e Desporto (Seed), em seus respectivos setores, departamentos e escolas da capital, interior e de comunidades indígenas. O abono só não é pago a terceirizados.

A sessão começou por volta das 10h20 e foi presidida pelo presidente da Casa, Soldado Sampaio (Republicanos). A matéria foi aprovado por 5 votos favoráveis dos seis deputados membros da comissão votante, sendo eles Marcos Jorge (Podemos), Catarina Guerra (União), Isamar Júnior (PSC), Angela Águida Portela (Progressistas) e Aurelina Medeiros (Progressistas). A deputada Joilma Teodora (Podemos) estava ausente e não votou.

A relatora do projeto, deputada Catarina Guerra (União), destacou durante o voto favorável ao texto que o valor pago será também injetado na economia de Roraima.

"A gente percebe mais do que um reconhecimento dos profissionais servidores da educação, um pilar da nossa sociedade. A gente fala de valorização e reconhecimento a esses mais de 9 mil servidores [...] Acredito que é de conhecimento de todos essa importância", disse a deputada durante o voto.

O presidente da Ale-RR, Soldado Sampaio (Republicanos) parabenizou os profissionais da educação pelo trabalho feito em 2023.

"Essa abono já virou uma tradição justa e merecedora aos nossos professores, é com muita felicidade que nos reunimos para votar essa matéria em geral pelo respeito e admiração que temos aos profissionais da educação do nosso estado. Um valor que fará sim diferença na renda desses profissionais", disse o presidente da Casa.

No total, 9.645 servidores serão contemplados, segundo o governo. A matéria foi votada em sessão extraordinária.

Após aprovação da Assembleia Legislativa, o pagamento será efetuado em uma folha complementar ainda deste ano. O valor total injetado na economia com o pagamento do abono pecuniário extraordinário deve ser de R$ 48 milhões.

"Além do salário e do décimo, o abono pecuniário é um presente de final de ano, um extra para os servidores da Educação. O Governo de Roraima prioriza os servidores em ações como essa boa notícia de hoje", afirmou Denarium, à época do anuncio do projeto.

Fonte: g1 RR

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem