Main Ad

Duda Ramos participa do lançamento da Primeira Seleção de Propostas no Novo Programa Minha Casa, Minha Vida

Duda Ramos destacou a importância dessas habitações acessíveis. "É um importante avanço para o país e principalmente para Roraima"


O Deputado Federal Duda Ramos (MDB-RR) marcou presença no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, 22, para prestigiar o lançamento da primeira seleção de propostas no renovado programa Minha Casa, Minha Vida. Este marco representa um avanço significativo para o país e, especialmente, para Roraima, que receberá 1.749 unidades do Minha Casa, Minha Vida na Faixa 1.

Duda Ramos destacou a importância dessas habitações acessíveis. "É um importante avanço para o país e principalmente para Roraima, que terá 1.749 unidades do Minha Casa, Minha Vida na Faixa 1. São moradias dignas a preços justos e vão beneficiar famílias com renda de até dois salários mínimos na capital do estado, Boa Vista. Vamos continuar trabalhando em parceria com o governo federal em prol da nossa população roraimense”, destacou.

A seleção das propostas marca a primeira etapa do processo de implementação do programa, realizado em colaboração com o Ministério das Cidades. Em todo o país, serão disponibilizadas 187,5 mil residências em 560 cidades. As propostas selecionadas terão um prazo de 150 dias para serem contratadas.



Requisitos e Critérios

Esta etapa concentra-se na Faixa 1 do programa, destinada a famílias com renda mensal de até dois salários mínimos, ou R$ 2.640. As propostas, recebidas pela Caixa em 2023 e selecionadas pelo Ministério das Cidades, atendem às novas regras estabelecidas após a retomada do MCMV. Critérios como proximidade dos centros urbanos, melhorias nas especificações dos imóveis, infraestrutura de qualidade, varanda, salas para biblioteca, entre outros, foram considerados. Os projetos foram enviados pelos governos estaduais, prefeituras e construtoras.


Histórico e Metas Futuras

Criado em 2009, o Minha Casa, Minha Vida já entregou mais de 6 milhões de unidades habitacionais. A meta do governo é a contratação de mais 2 milhões de unidades até 2026. Nas próximas semanas, o Ministério das Cidades deverá publicar um edital exclusivo para a seleção de propostas em municípios com menos de 50 mil habitantes.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem