Main Ad

“Não vou descansar até que possamos ter preços justos", diz deputado Duda Ramos sobre passagens aéreas

 “Não vou descansar até que possamos ter preços justos", diz deputado- Foto: Arquivo Pessoal


Não é de hoje, coisa de 20 anos pra cá, que deputados e senadores de Roraima reclamam que o preço das passagens aéreas pra quem sai e pra quem vai para Boa Vosta são exorbitante e abusivos, e afirmam que vão trabalhar para baixar esses preços cobrados pelas companhias aéreas. E a realidade de mais de 20 anos é que as passagens continuam sendo as mais caras do país.

Em entrevista à TV Roraima, o deputado Duda Ramos (MDB) anunciou que assumiu a relatoria da sub-Comissão de Viação e Transporte de Passageiros que fiscaliza a prestação de serviços nos transportes áereos e rodoviários, e foi direto ao ponto em afirmar: “Não vou descansar até que possamos ter preços justos nas passagens aéreas para chegar e sair de Roraima.” 

Essa é a primeira vez que um parlamentar do estado assume cargo no Congresso Nacional com real poder de esmiuçar e questionar os parâmetros que regem os preços das passagens aéreas, já que não se enxerga prejuizos às empresas pois os voos saem e chegam lotados em Boa Vista, além da ponte aérea até Manaus – uma hora – custar mais que o dobro da operada entre Brasília e São Paulo, ou Brasília e Rio que leva 1h30m de voo em média.

A desculpa antiga de que, como não havia estrada asfaltada isso encarecia os trechos de ida e volta para Manaus não cola mais. A BR-174 está asfaltada há quase 30 anos. E tem, ainda, o descaso da companhias de manterem em certas ocasiões apenas voos na madrugada, o que em todo mundo, as passagens são mais baratas. Em todo mundo, menos nos voos para Roraima.

“É inadmissível que, muitas pessoas, não possam visitar seus parentes, estudar ou buscar tratamento de saúde, simplesmente, porque não conseguem arcar com os altos custos das passagens aéreas”, comentou o deputado. “Vou dedicar todo tempo possível para que preços verdadeiramente justos sejam aplicados aos passageiros não só de Roraima, mas como de todos os estados da Região Norte”, concluiu.

Fonte: Fontebrasil

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem