PCRR apreende 70kg de drogas em chácara de Boa Vista após denúncia anônima

 

O skunk, considerada a “super maconha”, foi apreendido em uma chácara localizada às margens do igarapé Água Boa, na zona rural da Capital. – Fotos: Ascom/PCRR

Uma operação desencadeada a partir de uma denúncia anônima à PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio das equipes da DRE (Delegacia de Repressão à Entorpecentes) e DENARC (Departamento de Narcóticos) resultou na apreensão de 70kg de skunk, considerada a “super maconha”, em uma chácara localizada às margens do igarapé Água Boa, na zona rural de Boa Vista, na tarde desta terça-feira, 21.

Em uma ação coordenada, por volta das 12h de ontem, os policiais se dirigiram ao local, interceptando a carga de drogas ocultada dentro de um veículo HB20. Segundo informações fornecidas pelo caseiro da propriedade, o veículo estava estacionado no sítio há cerca de uma semana, sem que houvesse maiores indícios de sua origem ou propósito.

“Duas pessoas chegaram aqui e abandonaram o veículo. Não os conheço, visto que o sítio recebe muitos visitantes devido ao balneário local. No entanto, o que mais me intrigou foi a visita de um carro noite passada; nenhum indivíduo desembarcou, apenas pararam e partiram”, declarou o caseiro.

Posteriormente, após a realização de diligências minuciosas, os policiais conduziram tanto a droga quanto o veículo, juntamente com o caseiro, para a sede da DRE.

A delegada titular da DRE, Francilene Vargas, instaurou um inquérito policial para esclarecer os detalhes do caso, e identificar os donos da droga. Segundo a delegada, as investigações não apontaram a participação do caseiro no crime.

“Vamos ouvir todos os indivíduos relacionados, identificar os responsáveis, inquirir a proprietária do imóvel, verificar a titularidade do veículo e conduzir novas investigações para fundamentar nossas conclusões”, afirmou a delegada Francilene Vargas.

Apreensão de skunk

Ainda na manhã de ontem, em uma ação distinta, as equipes da DRE e DENARC efetuaram a prisão em flagrante por tráfico de drogas, no bairro Caranã, de A. L. L. M., de 32 anos.

Com histórico de reincidência no cometimento do crime, os policiais investigavam a participação dele no tráfico de drogas. Durante a busca domiciliar, os policiais apreenderam aproximadamente meio quilo de skunk, conhecida como supermaconha, além de uma quantia em dinheiro e uma balança de precisão.

O homem foi apresentado na manhã desta quarta-feira, dia 22, na Audiência de Custódia.

FONTE: PCRR


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem