Main Ad

Hospital da Criança está ainda mais humanizado, diz Arthur Henrique

Segundo o prefeito Arthur Henrique, os equipamentos reduzem o desconforto dos pacientes e criam um vínculo entre a criança e a equipe médica do hospital


A transferência das crianças até o centro cirúrgico do Hospital da Criança (HCSA) ganha uma novidade a partir desta terça-feira, 26. Dois carrinhos elétricos personalizados farão o transporte dos pacientes. Projeto inovador em uma unidade de saúde do Estado, a iniciativa busca humanizar mais o atendimento às crianças internadas.

"Esse projeto torna a experiência das crianças mais lúdica e menos estressante quando estiverem aguardando para entrar no bloco cirúrgico. A gente reduz o desconforto dos pacientes e aproveita esse momento para criar um vínculo entre a criança e a equipe médica do hospital", destacou o prefeito Arthur Henrique.

Uma pista foi criada nos corredores da unidade para simular as vias e a sinalização de trânsito. Os carrinhos seguem as exigências de segurança, possuem cinto de segurança, suportam peso de até 40 quilos, podem ser operados por controle remoto ou manualmente. O material utilizado é adequado para higienização.

Segundo a secretária de saúde Regiane Matos, promover alegria, empatia e atendimento de qualidade às crianças faz parte da rotina do hospital. “O projeto aproxima os pequenos pacientes das atividades do dia a dia e dá mais tranquilidade aos pais, quando os filhos são encaminhados ao centro cirúrgico”, disse.

Para tornar o ambiente ainda mais lúdico, a nomenclatura dos blocos do HCSA foi alterada. Antes, os setores eram nomeados com letras do alfabeto e agora recebe o nome de animais da Selvinha Amazônica, como tucano, jacaré, onça-pintada, tamanduá, entre outros.

Ampliação do Redário

O prefeito Arthur Henrique entregou ainda nesta terça-feira, 26, mais uma enfermaria no Bloco G, com redário destinado às crianças indígenas de até um ano, com capacidade para mais 10 leitos-rede, ampliando para 20 o total no HCSA. Além disso, a área de convivência para os indígenas e a lavandeira foram revitalizadas.

Quanto ao atendimento à saúde indígena, a unidade hospitalar possui uma enfermaria para receber indígenas, respeitando a cultura e tradição desses povos, inclusive com redário para crianças e acompanhantes. A unidade também conta com um intérprete para facilitar a comunicação entre os profissionais, pacientes e acompanhantes.

A alimentação é diferenciada. Conforme a preferência de cada etnia, a equipe nutricional adequa o cardápio do paciente, com alimentos como macaxeira, peixe com farinha e frutas regionais.

Melhorias refeitório


O espaço foi todo revitalizado para os servidores: nova pintura, adesivação temática e equipamento de bufê novo.

Investimentos HCSA

A construção do bloco administrativo do Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA), do Centro de Recuperação Nutricional Infantil (CERNUTRI) e ampliação do CME já foram autorizadas e as obras iniciadas. A obra do novo bloco do HCSA vai ampliar a capacidade de atendimento à população infantil.

Entre os investimentos na unidade, o Trauma passou por obra de readequação. Dobrou o número de leitos (de 5 para 10). Adequação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com aumento de 15 para 20 leitos de UTI disponíveis para atendimento infantil de alta complexidade.

FONTE: Prefeitura BV

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem