Acusado de violência doméstica é preso em Rorainópolis após denúncia

O pescador E.A.R, de 58 anos, foi localizado escondido na casa do casal no bairro Boa Esperança (Foto: Ascom/PCRR)


A PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio dos agentes lotados na Delegacia de Rorainópolis, prendeu em flagrante delito o pescador E.A.R, de 58 anos, após a sua esposa denunciá-lo por violência doméstica.

Conforme o delegado do município, Cid Guimarães, no domingo, dia 24, a esposa do suspeito, identificada como M.C. de 65 anos, foi à Delegacia apresentando hematomas no rosto e lábios, e registrou uma denúncia no qual alegava ter sido agredida momentos antes pelo companheiro, quando estavam ingerindo bebida alcoólica em um bar, localizado na vicinal 02.

Segundo a vítima, o companheiro estaria muito embriagado e teria tido uma crise de ciúme de um amigo que teria oferecido uma carona para levar a vítima em casa.

“Houve o atendimento imediato da vítima ao chegar na delegacia, e a encaminhei ao hospital para exame de corpo de delito. Além disse, determinei que os agentes de polícia efetuassem a prisão do autor da agressão”, relatou o delegado.

Após as buscas iniciais, o suspeito foi localizado, conforme o delegado, escondido na casa do casal no Bairro Boa Esperança.

“Houve a condução dele até a unidade policial onde ele confirmou que estava no bar, na tarde do domingo, mas alegou que estava muito embriagado e não recordava ter agredido a companheira”, disse Cid Guimarães.

De acordo com o delegado, ao consultar o sistema da polícia, foi identificada uma outra ocorrência no ano de 2023.

“Está confirmada tanto pela vítima, quanto pelo autor. Mas, daquela vez, ele havia sido liberado na Audiência de Custódia e foi expedido uma Medida Protetiva pela Justiça”, afirmou.

Para a delegado, a mulher afirmou que após algum tempo, mesmo com medida, o casal reatou o relacionamento, voltando a morar na mesma casa. “Até que este novo fato aconteceu”, explicou Cid Guimarães.

Na segunda feira, dia 25, o homem foi encaminhado a audiência de custodia, onde foi decretada a prisão preventiva dele, sendo desta vez recolhido ao presídio de Rorainópolis.

FONTE: PCRR

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem