Main Ad

Duda Ramos expõe licitação de R$ 117 milhões supostamente direcionada pelo Governo de RR para empresa do Tocantins

Deputado Dura Ramos - Arquivo Pessoal


Em novo vídeo polêmico na manhã desta sexta-feira, 24, o deputado federal Duda Ramos, do MDB, que já foi aliado do governador Antonio Denarium (PP), afirmou que recebeu denúncias graves de uma licitação “direcionada” no valor de R$ 117 milhões para uma empresa do Estado do Tocantins e prometeu denunciar o caso aos órgãos fiscalizadores. “Essa farra não vai continuar”, disparou.

Em continuidade a uma série de vídeos ácidos com denúncias e posicionamento contra o atual Governo do Estado, Ramos afirmou que o Processo está no Sistema Eletrônico de Informações (SEI), do Governo de Roraima, com o número 20101.051345/2023.03.

A licitação em questão com valor estimado de R$ 117 milhões é para a manutenção dos prédios, na capital e nos municípios do interior, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Ramos afirmou, ainda, que a licitação estaria direcionada para uma empresa do Estado do Tocantins, alvo de operação da Polícia Federal, e que já possui contrato com o Governo de Roraima.

“[…] Valor absurdo de cento e dezessete milhões e segundo a denúncia essa licitação está direcionada para a mesma empresa que, agora em agosto, ganhou uma licitação também milionária, no valor de cento e quarenta e um milhões, oitenta e um mil e quatrocentos e cinquenta e três reais pra fazer sabe o quê? a reforma das escolas estaduais”, disse.

O parlamentar continua e detalha os supostos crimes que a empresa estaria envolvida. “Essa empresa, ela está envolvida no Estado de Tocantins, com desvio de dinheiro e superfaturamento de obras, e eu pedi para constatarem essa informação, inclusive a empresa já foi alvo de Polícia Federal e hoje está operando fortemente em Roraima”, disse.

Por fim, o deputado garantiu que irá ao Ministério Público do Estado (MPE) e no Tribunal de Contas do Estado (TCE) para barrar o que classificou como “farra” com verba pública.

“Eu vou fazer a denúncia no Ministério Público Estadual, no TCE, e já pedi para verificarem se esse contrato com a Educação tem verba federal. Se tiver verba federal, também vou fazer denúncia no Ministério Público Federal. Essas pessoas precisam entender que essa farra não vai continuar, que o Estado tem órgãos fiscalizadores e esses órgão são sérios e a população tem representantes, tem políticos, também para fiscalizar e denunciar o que está errado”, finalizou.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem