Main Ad

Rogério Marinho: "Volta de imposto sindical é ‘peleguismo’"

Marinho classificou o tributo como “uma manobra para fortalecer sindicatos distantes da realidade da classe trabalhadora” - Foto: Roque de Sá/Agência Senado


O senador Rogério Marinho (PL-RN) criticou o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por defender a volta do imposto sindical, taxa cobrada dos trabalhadores a fim de custear as atividades dos sindicatos no Brasil.

Em uma publicação na rede social X, antigo Twitter, o parlamentar escreveu que o “PT, mais uma vez, mostra sua verdadeira face ao tentar ressuscitar o imposto sindical sob o disfarce de ‘contribuição negocial'”.

Marinho classificou o tributo como “uma manobra para fortalecer sindicatos distantes da realidade da classe trabalhadora” e disse que a medida apenas fortaleceria “sindicatos aparelhados”. Segundo ele, as assembleias de trabalhadores “são apenas um teatro” com objetivo de legitimar uma “extorsão”.

O congressista publicou uma foto do ministro do Trabalho, Luiz Marinho, e inseriu a seguinte legenda: “Imposto sindical: peleguismo em ação!”. O termo “peleguismo”, nesse contexto, visa definir um sindicalista alinhado com os interesses da entidade patronal ou do governo.

Rogério Marinho foi ministro do Desenvolvimento Regional na gestão de Jair Bolsonaro (PL) e, em 2017, atuou como relator da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados.

Fonte: Conexão Política

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem