Main Ad

Facção ‘Los Lobos’ assume atentado contra candidato à presidência do Equador

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o Los Lobos toma para si a autoria do crime e também ameaça outros políticos, incluindo um outro presidenciável


A facção criminosa Los Lobos, a segunda maior do Equador, assumiu o assassinato do candidato à Presidência do Equador, Fernando Villavicencio, nessa quarta-feira (9).

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o Los Lobos toma para si a autoria do crime e também ameaça outros políticos, incluindo um outro presidenciável. Nas imagens, integrantes aparecem encapuzados e armados.

“Toda vez que políticos corruptos não cumprirem suas promessas quando receberem nosso dinheiro, que é de milhões de dólares, para financiar sua campanha, serão dispensados. Você também, Jan Topic, mantenha sua palavra. Se você não cumprir suas promessas, você será o próximo”, anunciou o grupo de homens.

Como noticiou o Conexão Política, seis suspeitos foram presos por possível envolvimento no assassinato de Villavencio. Não se sabe, ainda, se eles pertenciam ao grupo. Ao todo, estima-se que o Los Lobos tenha em torno de 8 mil integrantes, com atuação, principalmente, no tráfico internacional de drogas.

Villavicencio externou, na semana passada, que vinha recebendo ameaças da facção Los Choneros, especializada em extorsão, tráfico de drogas e homicídios.

Até o fechamento desta matéria, as autoridades equatorianas, contudo, não haviam vinculado oficialmente a morte de Fernando Villavicencio ao Los Lobos.

Fonte: Conexão Política

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem