Main Ad

Prefeito Arthur Henrique entrega material didático, livros da história local aos estudantes de Boa Vista

Além do material regular, os estudantes vão receber livros da coleção Literatura a Vapor, Acervo de Literatura Infantil; e os livros regionais “Boa Vista: seus valores e suas riquezas”


O Prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, iniciou nesta quarta-feira, 22, a entrega do material didático aos alunos, professores e às escolas da rede municipal de ensino. Além dos livros regulares do Programa Saber Igual, as novidades deste ano vão incluir a coleção “Literatura a Vapor” da Editora Eureka, o Acervo de Literatura Infantil e os livros regionais “Boa Vista: seus valores e suas riquezas”, que levarão um pouco da história da capital roraimense à sala de aula.

A entrega simbólica do material aconteceu na Escola Municipal Maria Teresa Maciel. “É um momento importante a entrega desses livros, o ensino estruturado é uma metodologia usada desde 2013. Esse material garante que a educação do município seja nivelada com a mesma qualidade, do Centro aos bairros mais distantes, da zona rural e indígena. E somado a esse material, estamos trazendo uma grande coleção de literatura para fortalecer a prática de leitura, fazendo com que as crianças leiam mais”, disse o prefeito.

Programa Saber Igual: Serão distribuídas 72 toneladas de livros e materiais do Programa de Alfabetização e Ensino Estruturado do Instituto Alfa e Beto – IAB. São livros de Língua Portuguesa, Ciências, Matemática, livros de leitura, fantoches e demais recursos pedagógicos que vão nortear as aulas do ano letivo 2023. Cerca de 33.800 alunos do 1° ao 5º ano das escolas municipais receberão o material.

Como o próprio nome diz, o Saber Igual traz uma metodologia de ensino estruturada e igualitária para todas as escolas. Seja na área urbana, rural ou indígena, os alunos possuem a mesma qualidade de aprendizagem. Implantado em 2013, é este programa que vem contribuindo com a redução do analfabetismo infantil e auxiliando as práticas pedagógicas da rede municipal.

“Boa Vista: seus valores e suas riquezas”: Para possibilitar ao aluno conhecer os valores e as riquezas de Boa Vista, a prefeitura adquiriu os livros regionais que foram escritos por diversos autores locais, entre professores, escritores e historiadores da cidade. Este livro será uma importante ferramenta pedagógica que levará para a sala de aula um pouco da história da cidade, a cultura, costumes e seus valores.

Os livros atenderão as turmas do 3º ano ao 5º ano do Ensino Fundamental das escolas que atendem a modalidade. Foram 15.200 exemplares adquiridos, divididos em: Unidade 1 – Nosso lugar, Nossa identidade; Unidade 2 – Nosso Meio Ambiente e Suas Riquezas; Unidade 3 – A História de Boa Vista; Unidade 4 – Cultura e Patrimônio Boa-vistense.  

“Os materiais de nível nacional normalmente não têm algo focado para o nosso município e, pela primeira vez, teremos um livro de história para os alunos. Eles vão estudar e conhecer a história real de Boa Vista em um conteúdo construído por professores que conhecem a nossa realidade e que vivem aqui. Realmente é um projeto muito interessante e tenho certeza de que vai fortalecer e melhorar muito a qualidade do ensino”, ressaltou Arthur.

“Literatura a Vapor”, da Editora Eureka: Um material que também vai contribuir para a qualidade do ensino da Educação infantil do município são os livros da coleção Literatura a Vapor - Primeiras Leituras. A Prefeitura adquiriu 12,7 mil exemplares para serem trabalhados com as crianças das creches e turmas de pré-escola. A ideia, segundo Arthur, é estimular o hábito de ler e auxiliar pais e professores como mediadores da leitura com as crianças, tanto na sala de aula quanto no ambiente familiar.

“Outra coleção é o grande diferencial para o ensino das crianças das creches e pré-escolas. Vai ter um livro de apoio ao professor, mas também um para a família também. É como uma espécie de manual que ensina aos pais como ler para o filho, como interagir, isso fortalece o vínculo, estimula a criança a ter interesse pela leitura já desde os dois anos de idade”, declarou o prefeito.

Acervo de literatura infantil – E para reforçar as bibliotecas e espaços de leituras das escolas municipais, a Prefeitura também adquiriu um Acervo de Literatura Infantil com 38,2 mil livrinhos que vão aguçar a imaginação da criançada. Serão 4.600 exemplares destinados à Educação Infantil com 46 títulos literários e mais 33.600 exemplares para o Ensino Fundamental com 84 títulos.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem